Por que Santa Catarina omite 34% dos casos de COVID-19?

Leonel Camasão* O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), tem omitido sistematicamente o real número de casos de COVID-19 dos boletins diários divulgados pelo governo. Passei pelo menos cinco dias exigindo uma explicação nas redes sociais, denunciando a diferença dos números. Observei a diferença pelos números da capital, na quinta-feira (16/04). A Prefeitura de […]

27 abr 2020, 09:20
Por que Santa Catarina omite 34% dos casos de COVID-19?

Leonel Camasão*

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), tem omitido sistematicamente o real número de casos de COVID-19 dos boletins diários divulgados pelo governo. Passei pelo menos cinco dias exigindo uma explicação nas redes sociais, denunciando a diferença dos números.

Observei a diferença pelos números da capital, na quinta-feira (16/04). A Prefeitura de Florianópolis passou a aplicar testes rápidos, e já havia confirmado 273 casos. No mesmo dia, o governador divulgou apenas 221. Cinco dias depois, o Estado afirmava que a capital tinha 240 casos, enquanto a Prefeitura dizia 307.

Com a dúvida na cabeça, busquei informações das 15 maiores Prefeturas do Estado e encontrei 185 casos a mais. Nas redes, denunciamos o governador, que não apresentou qualquer explicação.

Hoje, 23 de abril, finalmente, o Diário Catarinense, do Grupo NSC, publicou um levantamento que aponta 371 casos já confirmados por secretarias municipais de saúde que não aparecem no boletim do Estado até 22 de abril. Os dados envolvem informações de 99 das 295 Prefeituras de SC.

O número das Prefeituras é 34% maior do que os boletins estaduais. Isso signfica que Santa Catarina teria 1.458 casos, ao invés dos 1.087 divulgados por Moisés.

Apesar de chocante, faz sentido. Há três semanas, Moisés decretou a reabertura de todos os serviços. Após forte repercussão negativa, incluindo um abaixo assinado feito pelo PSOL, que reuniu 15 mil apoios em pouco mais de 14 horas, o governador recuou e fez a reabertura a conta gotas. Tem atendido a pressão de empresários que querem a reabertura da economia a qualquer custo.

Ontem, imagens de um shopping abarrotado de pessoas em Blumenau, enquanto um homem tocava trompete, correram as redes, mostrando o descaso do governo de SC com a pandemia.

Para justificar, o governo demonstrou mais uma vez sua incompetência. Ao DC, o secretário da saúde, Helton Zeferino, afirmou que “é necessário averiguar como os municípios estão fazendo a testagem”. Em outras palavras, o Estado “não sabe” como os municípios fazem o teste. E como “não sabem”, decidiram apenas ignorar o número e torcer para que ninguém notasse a diferença.

*Leonel Camasão é Jornalista, LGBT+, defensor de direitos humanos. Presidente do PSOL Florianópolis,foi candidato a governador em 2018 com 72.133 votos.